quinta-feira, 18 de junho de 2009

JUSTIÇA PARAENSE

Acusados de assassinar sindicalista são absolvidos

O Conselho de Sentença da 2ª Vara do Júri de Belém presidido pelo juiz Raimundo Moisés Alves Flexa, após dez horas de julgamento realizado nesta quinta-feira (18), absolveu por falta de provas Márcio Sartor, Juvenal da Rocha e Alexandre Trevisan.

Eles responderam como autores do homicídio qualificado praticado contra o sindicalista Bartolomeu, conhecido por Brasília. O promotor de justiça Mário Brasil declarou da tribuna de acusação que recorrerá da decisão dos jurados à instância superior.

A sessão de julgamento durou cerca de dez horas. Seis testemunhas, sendo uma da acusação, compareceram para prestar depoimentos perante os jurados. Os advogados Oscar Damasceno, Marilda Cantal e Jorge Tangerino sustentaram a tese da negativa de autoria, que foi acolhida pelo corpo de jurados. Na sentença absolutória, o juiz presidente do júri julgou improcedente a denúncia, tendo como base a decisão da maioria dos jurados.

No plenário, amigos e parentes dos acusados, que assistiam ao julgamento, comemoram a decisão.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget