domingo, 28 de junho de 2009

MILÍCIA DA MADEIRA NOBRE PIRATA

fotos: Divulgação/Ibama

VALOR DA MADEIRA APREENDIDA PODE CHEGAR A R$ 100 MILHÕES


No local da apreensão, também foram avistados cerca de 100 homens armados, aos quais o ministro Carlos Minc chamou de “milícia da madeira nobre pirata”. Essas pessoas, segundo os fiscais do Ibama, são pagas pelos madeireiros para retirar a madeira da floresta e para manter o produto sob vigilância constante. “Eles têm ordem para atirar em qualquer pessoa que represente ameaça à retirada da madeira, inclusive na gente”, disse um dos fiscais.

Ainda no local do crime, o ministro ordenou que toda a madeira fosse apreendida. Sem perder tempo, homens das polícias Civil e Federal, bem como da Força Nacional de Segurança, se deslocaram para a região e já estão de prontidão para evitar que o produto, que ainda está em toras, seja retirado do local pelos madeireiros.

De acordo com o ministro, pelo menos um dos responsáveis pela exploração ilegal já foi identificado e deve ser preso a qualquer momento pela Polícia Federal. Minc disse ainda que toda a madeira apreendida está avaliada entre R$ 80 e R$ 100 milhões. Ele ordenou também todo o produto seja trazido para Santarém, onde deve ser doado à Secretaria Estadual de Meio Ambiente, ao município e ao próprio governo federal, para a realização de ações de cunho social na região.

fonte: Diário do Pará

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget