quinta-feira, 2 de julho de 2009

ASSENTAMENTO RURAL NO PARÁ

Incra inicia ações para criação de assentamento
em Santa Bárbara do Pará


Servidores do Setor de Implantação de Projetos de Assentamento da Superintendência Regional do Incra no Pará, juntamente com técnicos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), realizaram, no último dia 24 de junho, uma visita técnica ao imóvel rural Paricatuba. A fazenda, localizada no município de Santa Bárbara do Pará (Nordeste paraense), possuí 6,6 mil hectares.

A visita ao imóvel representa o início de uma cooperação técnica entre as três instituições, que deverá assumir, em breve, a forma de convênio. O objetivo foi realizar estudos preliminares para o reconhecimento da área e a identificação das potencialidades e condicionantes ambientais que irão servir de base ao desenvolvimento do Projeto Básico do futuro assentamento a ser criado pelo Incra naquele imóvel, que pertencia à empresa Dendê do Pará S.A (Denpasa).

Área emblemática
Os trabalhos de campo para criação do assentamento, que será batizado de “Abril Vermelho”, acontecem pouco mais de três anos após a área ter sido declarada de interesse social para fins de reforma agrária, medida bastante comemorada à época por famílias ligadas ao Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST), à Federação dos Trabalhadores Agricultura do Pará (Fetagri) e à Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf).

Considerada emblemática pelos movimentos sociais e pelo Incra, em virtude dos vários conflitos ocorridos pela disputa de suas terras, a fazenda Paricatuba foi desapropriada em novembro de 2008 e teve sua posse imitida em nome do Incra em dezembro do mesmo ano. Ao longo desse tempo a Ouvidoria Agrária do MDA/Incra acompanhou de perto os problemas vividos pelas famílias que reivindicavam a criação do assentamento.

Nenhum comentário:

National Geographic POD