segunda-feira, 24 de agosto de 2009

JUIZ CONDENA PEDÓFILO A 107 ANOS DE PRISÃO

Professor é condenado a mais de 100 anos de prisão por pedofilia

O juiz Heyder Tavares, titular da comarca de Salinópolis, Pará, condenou a 107 anos e 4 meses de reclusão, inicialmente em regime fechado, o professor Claudiomir A. S. pela prática do crime de pedofilia. Ele é acusado de atentado violento ao pudor contra sete vítimas menores de idade, suas alunas na escola em que lecionava.

De acordo com os autos, o professor abusou sexualmente das crianças com idades entre 5 e 9 anos. As vítimas estudavam em duas turmas diferentes na Escola Municipal Professor Orlando Moisés Correa, em Salinópolis. Os abusos aconteciam na própria escola. Após concretizar o abuso, o professor dava dinheiro às vítimas para não contarem nada a ninguém.

O fato veio à tona no dia 3 de abril de 2008, quando foi registrado boletim de ocorrência policial. A mãe de uma das alunas vítimas de Claudiomir afirmou achar estranho sua filha chegar em casa com dinheiro dado pelo professor. A mãe também disse à filha para não mais aceitar qualquer quantia do mesmo.

Segundo depoimento de alguns pais, eles viam o professor como um profissional acima de qualquer suspeita, era presente, carinhoso, preocupado com a segurança e o bem estar dos alunos.

O juiz negou ao réu o direito de recorrer em liberdade, decretando assim a perda do cargo público pelo professor.

Nenhum comentário:

National Geographic POD