segunda-feira, 10 de agosto de 2009

FEBRE TROPICAL NA AMAZÔNIA

Secretaria afirma que epidemia de febre tropical foi controlada no Amapá

O surto de febre de oropouche registrado no município de Mazagão, no Amapá, já foi controlado. A informação foi confirmada pela Secretaria de Saúde do estado à Agência Brasil. Segundo o diretor da Coordenação de Vigilância Epidemiológica do Amapá, Clóvis Omar, dos 657 casos suspeitos, 425 foram confirmados após análise laboratorial do Instituto Evandro Chagas, no Pará. Nenhum deles foi considerado grave e todos receberam tratamento. De acordo com o infectologista Bernardino Albuquerque, não há medicamento específico, apenas sintomático.

Em nota, a Secretaria de Saúde do Amapá informou que a principal causa da proliferação da doença ocorreu em função do acúmulo de lixo orgânico na cidade, principalmente caules de bananeiras e cascas de outras frutas. O município, localizado a 65 quilômetros de Macapá, tem grande número de plantações de banana. A retirada imediata dos dejetos foi a medida tomada para impedir a permanência e a reprodução dos insetos na área urbana. Moradores também foram orientados sobre a destinação do lixo.

Uma equipe da Coordenadoria de Vigilância em Saúde e especialistas em arboviroses do Instituto Evandro Chagas foram deslocados para Mazagão a fim de acompanhar e identificar dos casos da doença.

A febre de oropouche é uma arbovirose, ou seja, um tipo de infecção viral causada por mosquito (nesse caso, o maruim). Nessa mesma classificação também estão a dengue e a febre amarela. Os principais sintomas são febre aguda, dores de cabeça intensas, manchas na pele, dores musculares e nas articulações.


Nenhum comentário:

National Geographic POD