quarta-feira, 12 de agosto de 2009

OPERAÇÃO BOI PIRATA II


MINC QUER BOI PIRATA COMO CHURRASQUINHO DO FOME ZERO

A Operação Boi Pirata II, que visa coibir o desmatamento ilegal na Amazônia para criação de gado, em andamento no oeste do estado do Pará, no município de Novo Progresso, recebeu a visita do ministro de Estado do Meio Ambiente, Carlos Minc.

O ministro esteve na fazenda Barroso, ocupada pelo Ibama, que fica na entrada da zona norte da Floresta Nacional - Flona do Jamanxim, região onde os índices de desmatamento são muito altos. Lá, falou à imprensa e anunciou o saldo da operação até o momento. Seis mil cabeças de gado já foram retiradas da Flona, 15 mil estão saindo e 1.700 estão sendo apreendidas hoje e serão doadas aos programas sociais do Governo Federal. "Boi pirata vai virar churrasquinho do Fome Zero", disse.

Foram apreendidos até o momento: 14 armas, mil litros de óleo diesel que era transportado dentro da Flona de modo irregular, quatro tratores, sendo dois de esteira, três caminhões, uma serraria móvel. Foram detidas 17 pessoas e lavrados 27 autos de infração, que geraram R$ 23,86 milhões em multas.

De acordo com Carlos Minc, quem não tirar seus rebanhos da Flona o mais rápido possível, perderá o gado. "Quem entrou em terra que não era sua, tem que tirar o gado imediatamente", informa. Disse ainda que todas as fazendas serão multadas, pois é crime ocupar áreas da União. "Isso dá cadeia", ameaça.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget