segunda-feira, 21 de setembro de 2009

ACERVOS AMAZÔNICOS

BNDES divulga resultado da seleção dos projetos de preservação de acervos

O BNDES divulgou hoje (21/09) o resultado do Edital de Seleção Pública de Projetos de Preservação de Acervos, com novidades. A melhor delas é o aumento do total de recursos a serem investidos no conjunto de 26 projetos contemplados, que passou de R$ 6 milhões para o valor total de até R$ 8 milhões. Também o teto máximo de apoio para cada projeto foi ampliado, saindo de R$ 500 mil para até R$ 800 mil.

Neste ano, o Banco recebeu 207 inscrições, sendo 108 do Sudeste, 39 do Nordeste, 39 do Sul, 13 do Norte e 8 do Centro-Oeste. Entre os 26 projetos selecionados pelo Banco, 34% foram provenientes do Nordeste, empatando com o Sudeste. Ao mesmo tempo, a região Norte, com 13% de propostas contempladas, quase emparelha com a Região Sul, com 15%. A região Centro-Oeste ficou com 4%.

Dentre os projetos selecionados na região amazônica, destacam-se:

Centro de documentação e Pesquisa Indígena - Proponente: Comissão Pró Índio do Acre (Rio Branco/AC)
O acervo reúne livros, matérias de jornais, revistas e documentos históricos sobre a reconquista dos territórios indígenas no Acre e conquistas no âmbito de políticas públicas. Serão recuperadas teses de consultores da Comissão Pró Índio do Acre e rica produção indígena, como literatura, desenhos, registros audiovisuais e sonoros de festas e rituais tradicionais indígenas. O acervo representa um patrimônio cultural e intelectual produzido, em sua maioria, pelos próprios povos da floresta, o que contribui para valorizar e fortalecer sua identidade. Os recursos se destinam a higienizar, acondicionar e catalogar parte do acervo e instalar sistemas de segurança e de gerenciamento ambiental.

Preservação da Memória do Acervo de Películas do Museu da Imagem e do Som do Pará - Proponente: Instituto Amazônico de Planejamento e Gestão Urbana e Ambiental - IAGUA (Belém/PA)
O acervo conta com produções do cineasta paraense Milton Mendonça, consideradas as mais importantes de não-ficção do Pará. Mendonça registrou, através dos Cinejornais, acontecimentos sociais e políticos do Pará entre as décadas de 50 e 60. Outro grande nome que faz parte do acervo é Libero Luxardo, que realizou a partir de 1939 produções locais, entre as quais o primeiro longa-metragem paraense, “Um dia qualquer”. Além de ser uma raridade como registro cinematográfico, o filme tem trilha sonora composta por Pixinguinha. O projeto tem como objetivo a higienização, o acondicionamento e a catalogação de parte do acervo, constituído por mais de três mil títulos, e a restauração de 20 películas de elevado valor histórico.

Inventário Nacional de Bens Móveis e Integrados - Belém/PA - Proponente: Fundação Instituto para o Desenvolvimento da Amazônia - FIDESA (Belém/PA)
O projeto visa à preservação do acervo artístico de 18 monumentos religiosos e museológicos paraenses, através do inventário de seus bens móveis e integrados. A medida é considerada essencial à proteção do patrimônio histórico-cultural. Os monumentos (igrejas, capelas, museus, praças públicas), fundados nos séculos XVIII e XIX, são tombados e estão sob proteção e fiscalização do IPHAN. Os bens a serem inventariados, estimados em mais de cinco mil objetos, fazem parte do acervo de monumentos de grande relevância histórica, artística e cultural para o Estado.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget