sábado, 24 de outubro de 2009

ESPÉCIES AMEAÇADAS GANHAM PUBLICAÇÃO



Goeldi e CI lançam o livro sobre espécies ameaçadas e áreas críticas para conservação no Pará


Na próxima quarta-feira, dia 28 de outubro, acontece o lançamento do livro “Espécies Ameaçadas de Extinção e Áreas Críticas para a Biodiversidade no Pará”, que apresenta os novos resultados do projeto Biota Pará, iniciado em 2003, como fruto de uma parceria entre o Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG), a Conservação Internacional (CI) e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA).

A obra, que foi organizada pelas biólogas Ana Luisa Albernaz (Coordenação de Ciências da Terra e Ecologia) e Teresa Cristina Avila-Pires (Coordenação de Zoologia), pesquisadoras do MPEG, será lançada em cerimônia marcada para as 17 horas, no Espaço Ernst Lohse, que abriga a livraria do Museu Goeldi, no Parque Zoobotânico.

A pesquisa sobre as “Espécies Ameaçadas de Extinção e Áreas Críticas para a Biodiversidade no Pará” tem por meta subsidiar o Programa Extinção Zero do governo estadual. O objetivo é apresentar a distribuição das espécies ameaçadas no Pará e propor áreas prioritárias para conservação. O estudo dá seqüência ao Biota Pará”, um programa de inventariamento e mapeamento da fauna e flora paraense, que já resultou na Lista de Espécies Ameaçadas de Extinção, no levantamento sobre os fragmentos florestais remanescentes da área mais desmatada da Amazônia – o Centro de Endemismo de Belém - e na criação do Prêmio Márcio Ayres.

Sobre o livro- A publicação conta com 56 páginas, em papel offset 90 g/m², e traz diversas ilustrações e mapas para enriquecer as informações. A assinatura da capa, do projeto gráfico e da editoração são de Ricardo Harada Ono e Elaynia Ono.

Segundo Ima Célia Guimarães Vieira (ex-Diretora do MPEG e coordenadora do INCT Biodiversidade e Uso da Terra na Amazônia), e José Maria Cardoso da Silva (ornitólogo e Vice Presidente da Divisão da América do Sul da Conservação Internacional) na carta de apresentação da publicação, o livro “[...] apresenta, passo a passo, todo o processo que o Museu Paraense Emílio Goeldi e a Conservação Internacional desenvolveram a fim de propor, pela primeira vez, um conjunto de áreas críticas para a conservação da biodiversidade paraense.

“Esperamos que as informações apresentadas aqui sejam usadas de forma adequada por todos os setores da sociedade, para evitar que uma parcela significativa do patrimônio natural do estado seja perdida para sempre”, desejam Ima Vieira e José Maria.

Serviço:

Lançamento do livro “Espécies Ameaçadas de Extinção e Áreas Críticas para a Biodiversidade no Pará”, 28 de outubro, quarta-feira, às 17 horas, no Espaço Ernst Lohse, no Parque Zoobotânico do Museu Paraense Emílio Goeldi.

Fonte: Agência Museu Goeldi

Nenhum comentário:

National Geographic POD