segunda-feira, 25 de outubro de 2010

SAÚDE INDÍGENA EM QUESTÃO

Foto: Edvaldo Pereira/Amazônia em Foco

Saúde Tembé é tema de oficina em Tomé-Açú


Unicef, Funasa, Prefeitura e lideranças indígenas discutem melhoria da saúde para crianças e adolescentes

Até o próximo dia 27 acontece o ciclo de Oficinas do Projeto “Etnicidade, Humanização e Saúde Indígena: Promovendo a Saúde de Crianças e Adolescentes da etnia Tembé”. As oficinas serão realizadas no município de Tomé-Açu (PA), com a participação das equipes multidisciplinares de saúde indígena, equipe da Funasa, gestores municipais de Tomé-Açu, lideranças indígenas e membros das aldeias etnia Tembé Cuxiu-Mirim; Nova; Aldeia Tekenaíe a Aldeia Maracaxi.

Este processo é continuidade de ações iniciadas em 2009 com a etnia Tembé e tem como objetivos desenvolver capacidades dos profissionais das equipes multidisciplinares indígenas, gestores, lideranças e comunidades indígenas por meio de oficinas de capacitação para operar a Política Nacional de Humanização (PNH) adequando-as ao contexto indígena da etnia Tembé.

As oficinas vão trabalhar com questões como:

* Acolhimento nas práticas de produção de saúde, buscando a organização do acolhimento em saúde de modo a promover a ampliação efetiva do acesso à atenção básica e aos demais níveis do sistema, organizando o atendimento com base em riscos das crianças e adolescentes;

* Exercício da Clínica Ampliada, aumentando a autonomia dos sujeitos: profissionais das equipes multidisciplinares indígenas, gestores e lideranças indígenas;

* Gestão participativa e co-gestão, organizando o espaço coletivo de gestão para permitir o acordo entre desejos e interesses tanto dos índios Tembé, quanto da equipe multidisciplinar indígena e gestores municipais e da Funasa.

Durante a oficina, será realizada uma avaliação da implantação do Grupo de Trabalho de Humanização Indígena (GTHI), enquanto mecanismo de gestão participativa no cotidiano das unidades de saúde referência para atenção à saúde dos índios Tembé. Ao longo da oficina também serão desenvolvidas as competências em monitoramento e avaliação no que se refere ao registro, coleta, digitação, processamento, interpretação, retro-alimentação e apropriação dos dados na produção de informações e utilização enquanto ferramenta de planejamento de ações de saúde para população indígena Tembé.

Nenhum comentário:

National Geographic POD