sábado, 19 de março de 2011

NÃO À DITADURA DA MINORIA NA UFOPA!

Autoritarismo sob a máscara de democracia

Estudantes da "falida UFPA/Santarém", herdados pela nova Universidade Federal do Pará (UFOPA), interromperam ontem, 18, a cerimônia de aula magna organizada para recepção dos novos calouros da universidade, para de uma forma autoritária impor um protesto pela "democracia na instituição".

Em flagrante minoria, isto é, menos de 30 pessoas, o grupo composto por militantes do PSOL e do PSTU, além de alguns estudantes secundaristas de cursinhos pré-vestibulares, capitaneados por (pasmem!) um professor da UFOPA, ocupou a frente do palco do auditório para, de uso de um megafone, tentar falar ao público presente. Surpreendidos por uma estrondosa vaia que os impedia de serem ouvidos, optaram por permanecer no recinto e agredir verbalmente alguns participantes que se indiginaram com o desrespeito promovido pelo grupo.

Percebendo o repúdio do público presente ao ato de intolerância dos "estudantes", e visando evitar um confronto ainda mais desgastante e um constrangimento ainda maior ao palestrante da noite, Prof. Dr. Armando Mendes, a direção da UFOPA optou pelo cancelamento da aula magna e, consequentemente, do restante da programação, que previa ainda a assinatura de um edital de concessão de bolsas de assistência estudantil, destinado aos novos acadêmicos.

A reação junto aos calouros não poderia ser melhor. Indignados com postura autoritária do "grupo dos contra a UFOPA" prometem mobilização para desbancá-los do comando do Diretório Central dos Estudantes, que além de ser pró-tempore, definido em uma única assembléia com menos de 100 estudantes, não possui uma única representação dos calouros, os verdadeiros alunos da nova UFOPA. Eleições diretas para o DCE já! Democracia é isso aí!

2 comentários:

Anônimo disse...

É isso mesmo

Anônimo disse...

o fato é que a Universidade Federal do Oeste do Pará, Está com pouquíssimo prestígio de da maioria das pessoas de quem a faz(ou deveriam fazer- Estou excluindo a parcela da sociedade que não tem uma forte ligação com a educação, mas faz parte da Universidade). 8 chamadas para ocupar vagas, Em uma universidade Pública, onde alunos geralmente concorrem com "unhas e dentes" pela vaga. Agora, os estudantes preferem qualquer outra instituição, mesmo que paguem parte de uma mensalidade. A UFOPA está nas piadas de porfessores e alunos nas escolas de ensino médio e cursinhos pré vestibuláres.
Não é apenas um pequeno grupo de alunos(parcela que estuda hoje na ufopa) que a posicionará como uma instituição renomada de ensino, Isso se fará em vários anos, com varios cursos e milhares de alunos... Mas agora, esse período se alongará ainda mais... já que a UFOPA vai ter que primeiro, voltar a ter um pouco de dignidade que se espera de uma Universidade.
Foram 17 mil inscritos, um número muito grande, porém, 8 chamadas e nem todas as vagas completadas, mostra que no mínimo, 90% dos inscritos preferem ir para um outro local.
Por que será?
Espero que as coisas se ajeitem rápido, pois a Amazônia precisa de uma Instituição forte e a UFOPA tem todos os Incentivos que precisa pra crescer... mas sem Organização e respeito a democracia... não dá!
há... Seria muito bom se tivesse uma pesquisa(mas séria) sobre a satisfação dos professores com o modelo "novo"(que surgiu no inicio do Século nos EUA e também foi aplicado na época da Ditadura no Brasil)... Pois eles não estão muitos satisfeitos...(e eles dão aula lá).

National Geographic POD