segunda-feira, 15 de junho de 2009

PECUÁRIA E DESMATAMENTO

Instituição ligada ao Banco Mundial corta financiamento do grupo Bertin

com informações da Agência Brasil

A International Finance Corporation (IFC), ligada ao Banco Mundial, anunciou que cortou o financiamento de R$ 90 milhões ao grupo Bertin, o maior frigorífico do país e apontado como um dos responsáveis por ações que contribuem para a devastação na Amazônia.
Entretanto, segundo informações da porta-voz da IFC no Brasil, Karina Manasseh, o acordo para suspender a parceria foi firmado na primeira semana de maio, sem nenhuma influência do relatório do Greenpeace. A divulgação só aconteceu na semana passada porque foi nesse período que a diretoria da IFC foi comunicada sobre o fim da parceria.
“A IFC está comprometida com a sustentabilidade no setor de carne na região e vai continuar atuando junto a um grupo diverso de partes interessadas a fim de desenvolver incentivos de mercado visando a melhoria de padrões sociais e ambientais e o auxílio de soluções baseadas em mercado para responder aos desafios do setor. A IFC continua comprometida em promover a sustentabilidade no setor de carne bovina do Brasil e continuará a trabalhar com o Grupo de Trabalho da Pecuária”, afirmou Karina Manasseh.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget