segunda-feira, 10 de agosto de 2009

PESCADO ILEGAL É DOADO NO PARÁ

foto: Ibama


Na manhã de hoje, a Divisão de Pesca do Ibama doou mais de uma tonelada de pescado ilegal apreendido no distrito de Icoaraci, região metropolitana de Belém. Em apenas três dias de ação, os fiscais do Ibama Sede e da Superintendência do Espírito Santo, em parceria com o Batalhão de Polícia Ambiental do Pará, embargaram quatro empresas de grande e médio porte que operavam na ilegalidade. Foram vistoriadas dez empresas e nove embarcações pesqueiras que resultaram em 13 autos de infração e seis termos de embargo, cujas multas ainda serão contabilizadas pela equipe.

Segundo o coordenador da ação, o fiscal do Ibama Bruno Versiani, a situação no distrito é grave, visto que grande parte das empresas está funcionando sem licença. Para Bruno, existem empresas fantasmas operando em Icoaraci que são cadastradas como empresas de exportação, mas que existem somente para movimentar documentos. "Essas empresas, além do crime ambiental, são suspeitas de crime tributário, crime fazendário, falsidade ideológica e estelionato. O Ministério Público e a Polícia Federal serão oficiados para a tomada das medidas penais e cíveis cabíveis", afirma o coordenador.

Outra irregularidade notada é na quantidade de pescado permitida nas licenças dessas empresas, que não corresponde com a quantidade declarada nas notas fiscais. "Havia, por exemplo, uma empresa que possuía 90 toneladas de pescado permitido na licença e movimentava mais de 300 toneladas por mês", conta Versiani.

A operação continuará em todo o estado do Pará por tempo indeterminado.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget