segunda-feira, 21 de setembro de 2009

HIDRELÉTRICA DE BELO MONTE: A POLÊMICA

Foto getilmente cedida por Tarso Sarraf

MPF quer anular audiência pública sobre construção da Usina de Belo Monte

O Ministério Público Federal no Pará (MPF/PA) entrará, até a próxima sexta-feira (25), com uma ação na Justiça pedindo a anulação da audiência pública destinada a debater o projeto da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu. Para isso, o MPF aguarda apenas a entrega de um documento preparado por integrantes de movimentos sociais, criticando a forma como a audiência foi conduzida.


Realizada entre os dias 10 e 15 de setembro no Teatro Margarida Schivazapa, em Belém, a audiência acabou não contando com a presença de representantes de comunidades que serão diretamente afetadas pela construção da hidrelétrica, sob o argumento de que não havia espaço suficiente para todos.


Com capacidade para 480 pessoas, o teatro teve, durante a audiência, a presença de cerca de 600, o que inviabilizou a entrada e a participação de pesquisadores, estudantes universitários e integrantes de movimentos sociais.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget