quarta-feira, 30 de setembro de 2009

PARALISAÇÃO DE OBRAS NA AMAZÔNIA

Indícios de irregularidades poderão paralisar obras de rodovias na Amazônia

Sete rodovias na Região Amazônica (BR-317, no Amazonas, BR-158, em Mato Grosso, BR-319 e BR-364, em Rondônia, BR-401, em Roraima, e BR-230 e BR-010, no Tocantins) poderão ter suas obras paralisadas por indícios de irregularidades apontadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Também poderão ser paralisadas as obras de modernização da malha viária do distrito industrial e a ampliação de subtransmissão de energia elétrica de Manaus, a construção da adutora Italuís e a expansão da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica do Maranhão.

A maioria das obras apresentou problemas de sobrepreço, quando o valor de um produto ou serviço é maior do que o praticado no mercado. O TCU também relatou irregularidades, como a má administração de contratos, a fiscalização deficiente ou omissa e o superfaturamento.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget