quarta-feira, 25 de novembro de 2009

SARKOZY NA AMAZÔNIA

Sarkozy vai a Manaus amanhã para discutir clima

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, viajará amanhã (26) a Manaus, para participar de uma reunião dos países amazônicos, como parte da intensa preparação da França para a Cúpula sobre o Clima de Copenhague, em dezembro.

Após o encontro de Manaus, o presidente francês irá a Port of Spain, em Trinidad, para participar da Cúpula dos 53 países da Commonwealth, que contará, também, com a presença do presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva.

O governo da França afirma que seu objetivo é dar voz aos países mais vulneráveis, que são também os que menos contaminam o planeta.

"Se quisermos um acordo dos 192 [países que estarão presentes em Copenhague], não poderemos falar em grandes poluidores e ignorar as vítimas", destacou um assessor provincial de Sarkozy.

O objetivo é quebrar a lógica que opõe países industrializados do Norte aos países do Sul. Daí o fato de França e Brasil terem apresentado dias atrás uma declaração única para a Cúpula de Copenhague.

Sarkozy quer obter o maior apoio possível ao texto assinado em 14 de novembro com o presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva.

Qualificado por Lula de "Bíblia Climática", o documento apresenta as grandes linhas do acordo que desejam ver aprovado pelos participantes da reunião de Copenhague.

A meta principal é a "redução de pelo menos 50% das emissões mundiais de gases de efeito estufa até 2050", em relação a 1990.

Paris e Brasília também sugerem no texto a criação de uma Organização Mundial do Meio Ambiente.

Esta organização seria encarregada do acompanhamento a longo prazo das decisões tomadas em Copenhague, mas também permitiria "nuclear todas as associações de defesa do ambiente", explicou a presidência francesa.

Sarkozy e Lula aproveitarão a reunião de quinta-feira em Manaus para pedir o apoio de Venezuela, Colômbia, Peru, Bolívia e Equador, os demais países amazônicos.

A França possui 700 km de fronteira com o Brasil através da Guiana, território francês de ultramar.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget