quarta-feira, 25 de agosto de 2010

ENSINO SUPERIOR NO INTERIOR DA AMAZÔNIA

UFOPa define processo seletivo de 2011

A universidade ofertará 1200 vagas para o ano letivo de 2011. Gratuitas, as inscrições para o processo seletivo serão realizadas pela internet a partir do dia 15 de setembro.

A Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPa) publicou ontem (24/08), no Diário Oficial da União, o edital referente ao processo seletivo para admissão à Universidade em 2011. A UFOPa utilizará a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) para preencher 1200 vagas, que serão distribuídas igualmente nos turnos matutino, vespertino e noturno (400 vagas cada). Desse total, serão criadas 50 vagas para uso exclusivo por candidatos indígenas.

Gratuitas, as inscrições serão realizadas pela internet, no endereço eletrônico http://www.ceps.ufpa.br, no período de 15 de setembro a 24 de outubro de 2010. No ato da inscrição, os candidatos devem indicar a ordem de preferência por turno, além da edição do ENEM a ser considerada na seleção (resultado dos anos 2009 ou 2010). Conforme o edital, serão admitidos, em primeira chamada, os 1200 inscritos melhor classificados pelo ENEM, com notas superiores a zero nas provas objetivas e de redação.

A classificação dos candidatos será feita em ordem decrescente da média obtida no resultado do ENEM. Em caso de empate, a classificação dos candidatos obedecerá sucessivamente aos seguintes critérios: maior nota em redação; idade do candidato (será classificado o candidato de maior idade cronológica). A relação dos aprovados será divulgada no endereço eletrônico http://www.ufopa.edu.br.

CICLOS DE FORMAÇÃO
De acordo com o edital, que também define a nova estrutura acadêmica da instituição, a UFOPa contará com 33 cursos de graduação, distribuídos em diferentes ciclos de formação, gerais e específicos, e adotará o Índice de Desempenho Acadêmico (IDA) discente como princípio geral de progresso para o preenchimento das vagas disponíveis nos níveis subsequentes ao semestre inicial.

O Centro de Formação Interdisciplinar será responsável pela oferta da Formação Interdisciplinar I, primeiro semestre comum e obrigatório a todos os alunos que ingressarem na instituição. Organizados em programas, os cinco institutos temáticos da UFOPa - Ciências da Educação, Ciências da Sociedade, Ciências e Tecnologia das Águas, Biodiversidade e Florestas, Engenharia e Geociências - serão responsáveis pelas formações graduadas gerais e específicas, assim como pelas formações pós-graduadas lato e stricto sensu.

Correspondente à Formação Graduada Geral, o Primeiro Ciclo conta com 13 cursos, sendo 10 bacharelados e três licenciaturas interdisciplinares, que habilitam a um primeiro diploma universitário. Além da Formação Interdisciplinar I, esse Ciclo compreenderá a Formação Interdisciplinar II, voltada à formação comum de cada instituto, também com 400 horas de aula. O primeiro ciclo completa-se com mais quatro semestres de estudos (1600 horas/aula), para conclusão dos Bacharelados Interdisciplinares de cada Instituto.

Referente à Formação Graduada Específica, o Segundo Ciclo habilita a um segundo diploma universitário e compreende 20 cursos de graduações específicas – cinco licenciaturas integradas ou seis bacharelados específicos -, com número variável de horas e de semestres, também oferecidos pelos programas de graduação dos institutos. O Terceiro Ciclo corresponde à Formação Pós-Graduada stricto e lato sensu, que compreende cursos de Especialização, Mestrado Profissional, Mestrado Acadêmico e Doutorado, em função de cada projeto pedagógico.

CURSOS
De acordo com as novas regras, o Instituto de Ciências da Sociedade terá dois bacharelados interdisciplinares no primeiro ciclo – Ciências Jurídicas e Ciências da Sociedade - com graduações específicas, no segundo ciclo, em Direito, Antropologia e Arqueologia, Economia, e Planejamento e Desenvolvimento Regional. O Instituto de Biodiversidade e Florestas terá dois programas de bacharelado: um deles em Agroecologia (1.º Ciclo), com graduações específicas em Agronomia, Engenharia Florestal e Zootecnia; e outro em Química de Produtos Naturais (1.º Ciclo) com graduação específica em Farmácia (2.º Ciclo).

Os bacharelados em Ciência e Tecnologia, Ciências da Terra, e Ciências da Informação e da Computação (1.º Ciclo), com graduações específicas em Engenharia Física, Geofísica, Geologia e Ciência da Computação (2.º Ciclo), respectivamente, serão oferecidos pelo Instituto de Engenharia e Geociências. O Instituto de Ciências e Tecnologia das Águas terá bacharelado em Ciências Biológicas (1.º Ciclo), com formação graduada específica em Biologia (2.º Ciclo); e bacharelado em Ciência e Tecnologia das Águas (1.º Ciclo), com formações graduadas específicas em Engenharia de Aquicultura e Ciências Pesqueiras (2.º Ciclo).

Além do bacharelado interdisciplinar em Ciências da Educação, o Instituto de Ciências da Educação oferecerá, no primeiro ciclo, licenciaturas interdisciplinares em Ciências Naturais e Matemática, Ciências Humanas, e Linguagens e Códigos. No segundo ciclo, haverá graduações específicas em Matemática e Física, Química e Biologia, História e Geografia, Língua Portuguesa e Inglês, além de Pedagogia com habilitações específicas em Educação Especial, Educação Infantil e Gestão e Coordenação Pedagógica.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget