sábado, 20 de junho de 2009

MANTER A FLORESTA PODE SER LUCRATIVO

Compensação por evitar desmatamento pode movimentar até US$ 40 bi por ano

Luana Lourenço/ABr

O mecanismo de Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação (Redd) deve movimentar de US$ 20 bilhões a US$ 40 bilhões por ano para evitar a liberação de gases de efeito estufa com a devastação de florestas. O Brasil, dono da maior floresta tropical do planeta, poderá receber cerca de 40% desse montante. A estimativa é de um dos idealizadores do mecanismo, o pesquisador italiano Andréa Cattaneo, do centro de pesquisas norte-americano Woods Hole.

“Aqueles que estiverem dispostos a reduzir o desmatamento devem receber compensações por isso”, disse hoje (20) durante apresentação em um fórum paralelo à programação cultural do 11° Festival Internacional de Cinema Ambiental (Fica).

A adoção e regulamentação do mecanismo ainda têm de ser definidas no âmbito da Convenção da Organização das Nações Unidas para as Mudanças Climáticas, que tem reunião decisiva marcada para dezembro em Copenhague, na Dinamarca. Cattaneo acredita que o mecanismo deverá ser incluído no acordo que sucederá o Protocolo de Quioto, mas a aplicação pode levar mais alguns anos.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget