terça-feira, 14 de setembro de 2010

AMAZÔNIA LEGAL EM IMAGENS

O PALSAR é um dos sensores a bordo do satélite ALOS, lançado pela agência espacial japonesa (JAXA) em janeiro de 2006.

IBGE disponibiliza imagens do sensor PALSAR

A partir desta terça-feira, 14, IBGE disponibiliza 2100 imagens do sensor PALSAR, que opera em Banda L, cobrindo uma área correspondente a 74% do território nacional

Usuários de serviços de mapeamento, cartografia e avaliação de recursos naturais já têm à disposição pelo IBGE, novas imagens de satélite da Amazônia Legal e da região Nordeste. O instituto liberou 2.100 imagens no seu site, com resolução de 20 metros. As imagens são recentes, obtidas entre abril e setembro de 2008, e passaram pelo processo de ortorretificação, ou seja, tiveram deformações de relevo corrigidas e coordenadas geográficas incluídas.

As novas imagens cobrem 17 estados, somando uma área total de mais 6.300.000 km2, o que corresponde a aproximadamente 74% do território nacional, e foram adquiridas pelo PALSAR (Phased Array L-band SAR), um sensor microondas ativo, que opera na frequência da banda L e é capaz de adquirir imagens em qualquer horário, independentes das condições climáticas. Por ser um radar de abertura sintética (SAR), o PALSAR possui resolução espacial que varia de 10 a 100 metros com opção de polarimetria, gerando imagens com as polarizações HH, VV, HV e VH.

Os sensores imageadores de radar como esse são especialmente úteis devido à sua capacidade de gerar imagens mesmo em regiões cobertas por nuvens, uma situação frequente nas regiões Norte e Nordeste do país. Além disso, as imagens ortorretificadas pelo IBGE têm dupla polarização, característica que permite uma melhor interpretação, pelo usuário, das informações contidas nas imagens.

As imagens podem ajudar em muitas aplicações, a exemplo da preservação do Meio Ambiente, Agronegócios, Mineração, Energia, Transportes, Cidades, entre várias outras.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget